Existe uma relação que é tênue entre Times distribuídos e DevOps, porque trata-se de algo que é um pouco recente. As pessoas raramente conseguem se adaptar em uma velocidade que seja condizente com a necessidade. Quando o assunto é TI, é provável que isso fique pior, porque tudo muda muito rápido.

A realidade é que qualquer novidade deve ser vista apenas como uma forma de melhorar o trabalho. Os Times distribuídos e DevOps quando bem alinhados terão isso como um objetivo a ser conseguido. O texto vai tratar de uma forma bem didática sobre ambos e o objetivo é facilitar a compressão de todos.

O que é DevOps e por que aplicá-lo?

Existirá uma relação entre os Times distribuídos e DevOps, porém afim de facilitar o processo é necessário falar primeiro sobre o DevOps. Conforme mencionado anteriormente, infelizmente trata-se de algo que ainda é recente. A compreensão sobre o tema normalmente vai causar dúvidas sobre o processo.

É comum acreditar que será necessário criar um novo cargo, uma metodologia nova e até mesmo uma cultura inovadora. Não que essas questões não sejam verdadeiras, porém isso não é igual a uma receita de bolo. A realidade demanda algo a mais e é necessário conhecer a fundo do se trata o DevOps.

O mesmo surgiu em cima de uma necessidade que era essencial para toda a operação das empresas. Era preciso conseguir melhorar as entregas de todo o departamento de TI, só que de uma forma diferente. Tratava-se de otimizar a metodologia Agile, ou seja, ser mais rápido, porém sem perder a qualidade.

O foco maior era conseguir uma colaboração mais intensa entre todos os colaboradores. Por exemplo: nem sempre será possível ter todo no mesmo prédio, portanto, existirá as distâncias entre a equipe. É nisso que acontecia um problema que era bem complicado e atrasava demais todas as entregas.

Conforme é do conhecimento de todos, os desenvolvedores são os responsáveis por diversas funções. A infraestrutura de TI de uma empresa é a parte que terá total relevância no final de determinada entrega. O resultado disso, é a produção de softwares eficientes e rápidos, reduzindo os gastos com a produtividade.

Os Times distribuídos e DevOps possuem uma relação de dependência quando o objetivo é ser eficaz. A chave para conseguir compreender essas questões é conseguir compreender como se dá o funcionamento do DevOps.

Como funciona o DevOps?

Existe uma rixa que é “das antigas”, trata-se das equipes de desenvolvimento e a infraestrutura em TI. As justificativas para essa “briga” são várias e no fim ambos estarão totalmente errados nessas questões. Uma vez que todos fazem parte do mesmo time e no final estão trabalhando pelo mesmo bem comum.

Os desenvolvimentos desejam que sejam lançadas a suas aplicações no menor tempo disponível. Já a infraestrutura de TI precisa ter a certeza que aquela aplicação não irá gerar qualquer tipo de incerteza. Uma vez que a aplicação precisa estar estabilizada, portanto, não causando problemas futuros.

Essa situação permite a compreensão de que o desenvolvimento deseja algo que realmente seja ágil. Já o time de operações irá desejar conseguir encontrar uma forma de fazer o gerenciamento da operação de TI. Só que é nesse ponto que ambos desejam serem eficazes e terão sempre o mesmo objetivo.

É justamente esse objetivo que será realizado pelo profissional de DevOps, ou seja, a integração deve ser feita. O problema é que o desafio é grande e ao mesmo tempo vai remeter esforços conjuntos dos departamentos.

Colaboradores

É preciso que os colaboradores de ambos as áreas possam ter conhecimento sobre as operações e o desenvolvimento. O desenvolvedor sobre conhecer um pouco sobre a infraestrutura da área de TI, enquanto o de operações deve ter algumas novações básicas sobre esse departamento que é tão importante.

Quando o DevOps é adotado de forma adequada nos setores de TI, é provável que alguns paradigmas sejam quebrados. A realidade é que o DevOps sempre vai reconhecer que existe interdependência entre as duas áreas.

A melhor notícia é que o DevOps também irá encontrar as ferramentas para conseguir facilitar todo o trabalho. Dessa forma, o mesmo vai trabalhar diretamente com serviços que sejam baseados em cloud computing.

A boa notícia é que o DevOps também é responsável por encontrar ferramentas que possam facilitar esse trabalho em conjunto. Sendo assim, ele acaba trabalhando com diversos serviços baseados em cloud computing que conseguem fazer essa ponte.

Além de ajudar a garantir controle de versão e automação de código para deployments. Dessa forma, ele ajuda a garantir que esse processo seja cada vez mais frequente e com uma baixa taxa de falhas e breaks.

Em outras palavras: a chave está na colaboração entre esses dois times por meio de, basicamente, 4 pilares: cultura, automação, avaliação e compartilhamento.

Quais são os pilares para o trabalho entre os dois setores?

Para facilitar um pouco mais o entendimento entre os Times distribuídos e DevOps, é preciso mostrar em quais pilares se dá o trabalho. Nada melhor do que ter a chance de conferir essas quadro questões a seguir, veja abaixo:

  • Cultura– A cultura precisa ser totalmente verticalizada e a governança deve ser corporativa, porque todos devem participar. O ambiente organizacional deve ser harmonioso e todos precisam contribuir para tal.
  • Automação– Outro ponto essencial é que os serviços sejam mais automáticos, pois vai favorecer a produção. Os profissionais devem participar e fazer com que a outra peça possa continuar o trabalho de onde parou.
  • Avaliação– Tudo deve ser avaliado constantemente, ou seja, é necessário ter sempre um pouco de atenção com isso. A chave para o sucesso é conseguir encontrar problemas e corrigir em pouco tempo.
  • Compartilhamento– As informações devem ser compartilhas, porque os departamentos devem interagir entre si. A validade para isso é referente tanto a sede da própria empresa e também os profissionais de outra região.

Por fim, mas não menos importante, torna-se primordial compreender que a peça principal diz respeito aos colaboradores. Eles é que terão a capacidade de conseguir melhorar ou mesmo piorar a situação. Aqueles que seguirem conseguiram ter alguns benefícios, confira melhor tudo abaixo:

  • Integração maior entre os departamentos de operações e desenvolvimento;
  • A frequência de deployments pode ser melhor qualificada;
  • As falhas terão menos chance de acontecer;
  • Maior agilidade nas entregas;
  • Tempo gasto nos projetos será menor;
  • Falhas ou erros podem ser corrigidas com menos rapidez.

O que é preciso para implementar DevOps?

Já ficou latente que os Times distribuídos e DevOps possuem uma relação que deve ser bem aproveitada. Só que antes de tudo, se faz necessário aprender os três passos para implementar o DevOps. Para deixar tudo mais simples é necessário conhecer um pouco mais e os próximos tópicos irão mostrar, veja:

1.    Modelo de serviço integrado

Trata-se do coração do ambiente que é referente ao desenvolvimento do DevOps, portanto, deve ser eficaz. De maneira geral, existira sempre uma divisão do setor de TI em várias camadas, confira a seguir: desenvolvimento de aplicações, segurança, data center e também manutenção.

O gerenciamento irá precisar passar por essas camadas e ainda de forma separada, portanto, é algo um pouco demorado. Com o DevOps, a mudança vai acontecer de forma sempre continua, portanto, é algo gradativo. Aos poucos é possível conseguir mudar as camadas de uma forma muito mais permanente.

2.    Times multifuncionais

Os profissionais multitarefas ganham mais espaço e em relação aos DevOps a situação é justamente essa. Um departamento de qualidade vai precisar ter profissionais que consigam cumprir com esse objetivo. É necessário ter um time de colaboradores responsáveis por cada linha de serviço desse negócio.

Obviamente que a estrutura deverá permanecer e alguns vão ser responsáveis por determinadas áreas. Por exemplo: desenvolvimento de aplicações ou mesmo o famoso departamento de redes. A vantagem principal é conseguir fazer equipes autônomas e consigam entregar resultados finais com maior eficiência.

3.    Quadro de gestão

Será necessário fazer a criação e um quadro de gestão que terá como objetivo fazer o gerenciamento desse novo ambiente. O mesmo deve ser construído em cima da utilização de algumas ferramentas de automação e também de processos bem definidos.

O objetivo é conseguir fazer com que as entregas sejam continuas e ao mesmo tempo reduzam o tempo gasto anteriormente. Uma das coisas mais importantes é conseguir estabelecer algumas métricas para todo esse processo. A ideia é ter um acompanhamento ágil ao mesmo tempo mantendo sempre a eficácia.

Times distribuídos e DevOps- Processo de Integração

Os Times distribuídos e DevOps terão um processo de integração que irá precisar um pouco de cuidado para as partes envolvidas no processo. A cultura tradicional é presencial, portanto, as partes acreditam que precisam estar próximas para que possam desenvolver o trabalho com mais eficiência.

Outro paradigma que existe e é muito frequente é a necessidade de cada pessoa fazer apenas uma única função. Só que a realidade mostra que aqueles que conseguem se diferenciar só fazem isso devido a uma coisa. Trata-se dos profissionais que sabem fazer mais do que apenas aquela determinada função.

A independência desse colaborador irá auxiliar justamente o time, ou seja, a equipe ou mesmo departamento. Obviamente que dependendo do tamanho dessa empresa, a situação pode ser bem melhor em relação aos resultados.

Uma vez conseguindo ter agilidade com qualidade representa um grande diferencial competitivo em relação aos demais. Para exemplificar melhor essa situação confira o exemplo a seguir:

  • Antes– Para fazer um deploy era necessário colocar os novos arquivos dentro de uma pasta compartilhar e esperar o outro time transferir os arquivos.
  • Hoje– O próprio colaborador faz tudo de forma automática, ou seja, inseri as suas alterações e na sequencia coloca esse novo código em produção.

Essa quantidade de tempo economizada vai adiantar e muito esse processo, deixando tudo mais rápido. Lembre-se que os Times distribuídos e DevOps vão permitir que a sua equipe consiga fazer mais do que uma coisa. É nisso que está a chave, porque na livre concorrência o mais eficiente sempre vai vencer.

A relação disso com a tecnologia?

A relação que os Times distribuídos e DevOps tem com a tecnologia está diretamente ligada ao tempo. Uma vez entregando as funcionalidades de forma mais rápida, é possível conseguir deixar o produto final mais competitivo.

A transformação digital trouxe para as pessoas uma sensação de impaciência grande. Devido aos cursos serem reduzidos com o retrabalho e também o tempo, é provável que o foco maior seja em tecnologia.

Só que isso só será possível se existir uma cultura de DevOps forte e ao mesmo tempo disseminada entre os colaboradores. Conforme citado anteriormente, a chave para o sucesso ou mesmo fracasso estará ligada a esse fato.

É necessário citar que com as entregas mais rápidas e as features novas, o mercado tem ficado acirrado. Os produtos são lançados a toda semana e trazendo sempre um diferencial competitivo em relação a outros.

Um bom exemplo são os smartphones que lançam versões várias vezes ao ano e sempre com novidades. Seja referente as funcionalidades, tecnologias ou mesmo a sua utilização, porque no livre mercado é assim.

A concorrência deve ser vista por todos como um grande benefício a todos os envolvidos. Os clientes terão melhores produtos, com menor custo e também que sempre consigam atender a sua necessidade com clareza. Enquanto que para a outra parte, resta apenas evoluir cada vez mais em todos os sentidos.

Qual seria o principal diferencial para que essa relação fique mais simples de compreender?

A relação entre Times distribuídos e DevOps deve ser compreendida como uma aproximação que não depende de estar perto. Seria mais ou menos como aquela frase de uma música brasileira “para estar junto não precisa estar perto”.

A conexão deve ser feita respeitando sempre alguns pontos e dois são aqueles que mais diferenças fazem. A automação, porque é necessário ser multitarefa, e a rapidez, pois é preciso entregar o melhor produto no menor tempo.

A distribuição de times é mais simples, porque dentro de cada time existirá profissionais que fazem outras coisas. O DevOps apenas potencializa isso, porque vai sugerir mudanças que vão passar por todas as camadas do setor de TI.

 

 

Atendimento Mundo DevOps
Enviar via WhatsApp